quinta-feira, 10 de julho de 2008

Luis Silva "Jamaica"

Aproveitei uns dias de sol,e fui até Lagos,além de uns dias de praia pude olhar novamente o horizonte do Oceano Atlântico,e recordar as centenas de vezes que olhei o horizonte de Oceanos,a navegar.
Como sempre e cada vez que me desloca a Lagos,faço uma visita ao nosso velho amigo "Jamaica"
Este ano encontrei-o mais doente,e continua a aguardar pela cirurgia que já aguardava no ano passado.
Já se encontra reformado com a misera quantia de 300 euros mês.
O "Jamaica" após sair da Marinha,voltou ao mar mas como pescador, á poucos anos e por motivo de doença, conseguiu uma colocação na Lota de Lagos.
Vi com os meus olhos a forma e as dificuldades com que vive,a medicação nos últimos meses aumentou quase 300 % e ainda por cima paga 5% de IVA pela mesma para engordar os cofres do Estado.
Para conseguir fazer face á compra de medicação,os seus antigos companheiros de mar,dão-lhe um balde de peixe (do seu quinhão) e o "Jamaica" vende-o na rua a quem passa.
O "Jamaica" não nasceu com o cú virado á lua.
Se o "Jamaica" mesmo sem trabalhar numa empresa pública,a mesma empresa lhe pagasse os descontos,hoje teria uma reforma principesca.
Se o "Jamaica" tivesse sido Presidente de uma Camâra,ao final de 6 anos de serviço a sua reforma teria o valor de 12 anos,6 anos dados gratuitamente e sem descontos.
Se o "Jamaica" tivesse sido Deputado aos 50 anos teria uma reforma mensal superior á sua reforma anual.
Se o "Jamaica" tivesse sido um drogado,receberia um Rendimento Social de Inserção,mensal superior á sua reforma e a medicação gratuita.
Afinal o "Jamaica" é mais um ex.militar a quem ensinaram o lema "A PÁTRIA HONRAI QUE A PÁTRIA VOS CONTEMPLA" e que afinal é uma vitima dos Governos Democráticos deste País,que esqueceram os ex combatentes bem como os militares que os apoiavam na retaguarda.
O "Jamaica" cumpriu o que a Nação lhe exigiu,e a Nação englobava as ex Províncias Ultramarinas,não fugiu e não desertou.
O "Jamaica" é uma das vitimas dos apoiantes dos grupos de Guerrilha Africanos,grupos que cometeram as maiores atrocidades aos militares Portugueses,bem como ás populações locais.
Hoje esses apoiantes dos grupos de Guerrilha, estão sentados nas mais altas estâncias do nosso pais fazendo e remendando as leis de forma a serem sempre favorecidos, engordando a sua conta bancária,e aumentando-se a eles próprios quase sempre em 50% do seu vencimento.
Talvez o "Jamaica" tenha uma hipótese.
Na próxima reeleição do Presidente da República,talvez Sua Excelência o Presidente de todos os Portugueses,como ex militar estacionado em Moçambique na Guerra Colonial,prometa mas cumpra,em dar o apoio social que todos os "Jamaicas" deste país necessitam,e que são esquecidos pelas mais altas instâncias governamentais,para os"Jamaicas" viverem os seus últimos dias mais desafogados,basta-lhes fornecer a medicação gratuita,( os drogados têem-na gratuita, os abortos são gratuitos,não são doenças mas sim opções) não é pedir muito a que autoriza que se perdoem milhões de Euros de divida a países bem mais ricos que o nosso.

Sem comentários: