sábado, 16 de agosto de 2008

NRP ÁLVARES CABRAL F336 - 11 de Maio 1959 a 23 de Junho de 1971 ( 5 )

1959

29 de Novembro - Devido ao agravamento do tempo, com vento forte de SW, e que rodou depois a NW, tendo o vento atingido rajadas superiores aos 100 km / hora, aprontaram-se as máquinas, redobrou-se a vigilância.
A fragata necessitou de assistência de piloto e de um rebocador, não obstando, que as máquinas tivessem de ser utilizadas a toda a força AV,quando necessário,embora os dois ferros estivessem garrados.

30 de Novembro - Com o decréscimo do temporal, o navio atracou ao cais, onde recebeu o Ministro da Marinha CALM - Quintanilha de Mendonça Dias, com todas as honras da OSA.

2 de Dezembro - Largou de Leixões, ao final da tarde, avistou o farol da Berlenga, continuando a navegar para Sul, até altura do Cabo de S. Vicente

3 de Dezembro - Pela manhã demandou a barra do Tejo, indo atracar na Doca da Marinha.

10 de Dezembro - Largou da Doca da Marinha, com destino á Base Naval de Lisboa.

12 de Dezembro - Foi dissolvido o «Grupo n.1 de Escoltas Oceânicos» e o navio passou a depender do CNC, ingressando na « Flotilha de Escoltas Oceânicos«


1959 - O NRP ÁLVARES CABRAL F336 - navegou 118 horas.

1 comentário:

LUIS MIGUEL CORREIA disse...

Exmo. Sr. António Moleiro,

Muito obrigado pelo comentário e criticas que teve a amabilidade de colocar no meu blogue SHIPS & THE SEA e por divulgar este seu blogue sobre a fragata ÁLVARES CABRAL de 1959, da qual não me lembro.
Tomei a liberdade de introduzir no BNM / S&S um link a este seu site.
Basicamente tenho a inclinação estranhíssima em Portugal de gostar de navios e do Mar, e tenho dedicado desde há anos alguns esforços pouco sucedidos no sentido de divulgar os navios e aumentar o interesse pelo mar. É nessa perspectiva que mantenho o SHIPS & THE SEA e um dos resultados tem sido o conhecimento, muitas vezes apenas virtual, de outras pessoas com o mesmo gosto, o que já não é mau... Um desses contactos tem sido o João Coelho, que não tive ainda o gosto de conhecer pessoalmente nem faço ideia se esteve na Armada e na "sua" ÁLVARES CABRAL. Vou fazer-lhe o reenvio dos seus comentários para conhecimento.
Cumprimentos

Luís Miguel Correia

Editor do blogue SHIPS & THE SEA