segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Regresso com hora marcada


Vou descrever duas passagens da nossa comissão,em que também esteve envolvido o Almirante Silva e Pinho,ao tempo de comissão 2,º Tenente,nesta história é envolvido por ser o Oficial de Serviço na noite do acontecimento, a próxima foi por estar a dormir.

Uma bela noite o Luís Silva "Jamaica" estava de serviço de guarda e adormeceu,foi apanhado e no dia seguinte visitou o Oficial Imediato,como desculpa nada atenuante,disse que tinha perdido a noite anterior,tinha sono,sendo essa a causa de ter adormecido.
Agregado ao castigo do "Jamaica" sobrou também para o resto da guarnição, que até nova ordem do comando,toda a guarnição teria que regressar a bordo até á 1,oo hora da madrugada.
Afinal o castigo foi para todos.
Durante esse período fomos respeitando a ordem do comando, até á bela noite tropical em que o trio barreirense,engatam três belas mulheres,assunto a resolver na hora e que não podia ficar para o dia seguinte.
Fizemos uma reunião, o Garcia como mais moderno telefonou para bordo, para pedir o nosso regresso a bordo mais tarde,ou seja pela manhã.
O oficial de serviço, Tenente Silva e Pinho,deu-nos mais duas horas á sua responsabilidade,mas não era tempo suficiente para domar aquelas gazelas.
Resolvemos então ir para bordo pela manhã,primeiro iríamos acalmar a caça, e depois logo se veria o que acontecia.
Pela manhã apresentamos-nos a bordo,depois da alvorada,todos ao camarote do Oficial Imediato,resultado da caçada nocturna,eu como mais antigo 8 guardas de castigo,os outros dois sete guardas cada um.
Era preciso ter azar,fiquei com a pior gazela,e com o maior castigo.
Agora era preciso dar a volta á questão, 8 guardas eram oito dias sem sair.e consegui,com a cumplicidade do Sargento Viegas,vendi, mas vendi mesmo 4 guardas de castigo ao "Casca Grossa"

Sem comentários: